Traço inquieto

“Não brilhes antes do dia amanhecer

Comete o maior erro dos tempos que correm

O que pulsa são as emoções

Sensações em forma de traço inquieto

Longas e duras

A noite de um cansaço reto

Que vazia de sentimento está

Poderá vir à tona a alma que chama

Ardente e incoerente de uma trama

Não faças acontecer

Só os sóbrios querem ver

Eu no voo mais alto

Descalço o sapato

Para sentir a terra

Nesta distorcida guerra

Não acendas a vela na escuridão

Guarda para ti dias de garra

Para quem tem glamour

Para os de fé sem dor

A tristeza tem alegria

Essa pode ser a sinfonia

De um arquétipo qualquer

Desde que sejamos voz

Do que a alma quiser!”

  • Escreveu ou está a escrever um livro que quer publicar?
    Está no lugar certo! Na Atlantic Books estamos constantemente à procura de autores talentosos, para ajudar a transformar as suas ideias em excelentes livros.
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.