Duas esmeraldas no oriente

‘’A dor no meu corpo expandia-se, cedendo ao medo que flutuava à minha volta, amplificando-se, como se fosse um miasma venenoso. Segurava com força no punhal. O sangue finalmente estancara. Na minha visão periférica, um brilho metálico reluziu, tocando na minha pele. A pele contraiu-se, deixando um fio quente e espesso a escorrer pelo pescoço. Não me mexi. Tudo parou à minha volta, caindo num silêncio que jurei que só se ouvia o bater de dois corações, um pequeno e nervoso, outro ao som de um compasso, calmo e lento. As tábuas rangiam, assim que eram pisadas, mesmo que ao de leve. A lâmina não se mexeu. Ergui o olhar e cruzei-me com um olhar negro e ausente de calor.’’

  • Escreveu ou está a escrever um livro que quer publicar?
    Está no lugar certo! Na Atlantic Books estamos constantemente à procura de autores talentosos, para ajudar a transformar as suas ideias em excelentes livros.
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.